LIBERTAÇÃO

Mais uma maravilhosa poesia de nosso querido Carlos Nilson.

No instante supremo,
no minuto único,
desses que só no momento de existir,
atingem o presente,
diga que estou pronto,
aliás, espero desde o início,
sem ao menos saber o que é o início!

Espero,
disso eu tenho certeza!
\eu até nasci esperando,
em uma secessão terrível de auroras.

Faz muito, estou pronto:
para deixar livre a prostituta cheia de complexos,
desnecessários e impróprios,
mas que machucam,
– e isso me faz melhor!

Estou pronto
a vomitar a verdade,
mesmo para salvar ladrões,
viciados,
necessitados
vendidos,
mas todos vivos
– e com muita honra!

A salvar os loucos,
os gênios
de grandeza,
os dos hospícios,
Estou pronto!

Diga a todos
estou aqui, irmãos!
Quantos outros não teremos,
bêbados,
lúcidos.
Nossos irmãos sim,
e não reparas isso!

Tu, louco,
eu também, nós:
devemos socorrer
mesmo os que não existem,
os que ainda vão nascer.
Ajudar a todos,
voando como poeira cósmica,
sem normas,
a formar uma grande roda,
e ver, no meio dela dançar,
na agonia da morte, a convenção.

Um comentário em “

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s