Meu irmão Teodorico

Nossa linda juventude.Marcas de um tempo.

Frase escrita por ele.

Da esquerda para a direit: Delio, Teodorico e Jeová
Djanira, Teodorico…
Graça Viana e Teodorico
Teodorico no navio Rosa da Fonseca
Carnaval no Aeroclube
Emília, Teodorico. Atrás: Moça e Savino.


Teodorico, Emília, Heloísa Gazel e Jamile.
Em cima, Carmem e Regina Lúcia.

Dia 13 de janeiro continua sendo teu aniversário mano Téo.

Sim, continuas entre nós, só que em outra dimensão que basta acreditarmos e lembrarmos de teu sorriso, dos casos que contavas sobre nossa família e das valsadas, rocks , jovem guarda e bregas que dançavas com perfeição para sabermos que estás aqui.

Tive pouca convivência contigo. Passei muitos anos fora de Macapá, mas nas raras visitas que consegui fazer, sempre tínhamos um momento só nosso.

Aí, conversávamos sobre nossos pais que visitávamos na morada eterna, depois íamos conversar ao som do maravilhoso rio Amazonas para em seguida chegar até a feira onde comprávamos camarão e tomávamos caldo de cana.

São lembranças eternas e que te trazem para perto de mim e me consolam nos momentos que me entristeço ou então em que quero reclamar de alguém e aí lembro que me dizias: deixa prá lá.

Serviu. Tenho deixado prá lá. Se bem que não sei onde ele fica. Fica lá!

Parabéns mano Téo.

Tive o prazer de passar algumas horas com teus filhos. São maravilhosos e aprenderam a lição de amor que os ensinastes.

Obrigada por teres me permitido dizer antes de tua partida que te

AMO.

5 comentários em “Meu irmão Teodorico

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s